Equipe realiza ação humanizada e aproxima familiares de paciente internada com covid-19

A distância entre os familiares e os pacientes internados com covid-19, é uma das partes mais difíceis do isolamento necessário frente à pandemia. Com as visitas suspensas, o Hospital de Caridade São Vicente de Paulo (HSV) teve que se reinventar e incluir na rotina a realização de contato por vídeo chamada. Administrado pela instituição, o Hospital de Campanha também segue as mesmas diretrizes e realizou na terça-feira (21), uma ação emocionante com uma das pacientes internadas na unidade, localizada no 12º Grupo de Artilharia de Campanha (12º GAC).

Silvana Aparecida da Silva Piola, filha de Leonor Marques da Silva, de 80 anos, enviou uma mensagem especial por meio de uma rede social do São Vicente e a equipe de assessoria de imprensa, sensibilizada, tornou o pedido uma realidade. 

A mensagem contava um pouco da história da família e evidenciava a força que dona Leonor sempre teve diante as dificuldades. Assim, a filha pedia que uma cartinha de apoio pudesse ser lida para a mãe, durante sua internação. Missão dada é missão cumprida. Com apoio da equipe assistencial do Hospital de Campanha, a paciente recebeu o carinho em forma de mensagem. 

“O FaceBook foi um caminho que eu achei para falar sobre o que estava sentindo. Ficamos felizes com o retorno que recebemos, por ela saber que estamos torcendo por ela, que estamos em oração, que a família está toda unida esperando ela voltar. Estou muito agradecida por estarem cuidando dela por nós. Minha mãe é uma pessoa muito carinhosa, muito amorosa, ela conquista todo mundo, tenho certeza que ela fez muitos amigos no hospital”.

Na carta, Silvana conta que a mãe ficou viúva muito jovem, com 45 anos, mas, mesmo com as dificuldades, construiu e educou todos os filhos com muita dedicação. “Minha mãe teve 12 filhos, 20 netos, 9 bisnetos e 1 tataraneta. É realmente uma mulher incrível, criou todos nós sozinha. Somos pessoas de bem graças aos ensinamentos dela”.

O momento foi registrado em vídeo e compartilhado com a família. Na mídia, a profissional se emociona junto com a paciente, que chorou ao ouvir as palavras de carinho dos entes queridos. “Estou cansada, mas estou bem. Se Deus quiser daqui a pouco estou em casa”, disse Leonor.

Posts Relacionados