Hospital São Vicente realiza a captação de nove órgãos em menos de 8h

A manhã desta quarta-feira (28) foi de muita emoção no Hospital de Caridade São Vicente de Paulo (HSV), quando o primeiro, de dois doadores, garantiu mais uma chance de vida aos pacientes que aguardam na fila para o transplante de órgãos. O procedimento foi realizado pela equipe de profissionais do Hospital de Clínicas da UNICAMP, em parceria com a equipe da instituição jundiaiense. Na ocasião, foram captados duas córneas e o fígado de um paciente de 39 anos, vítima de Acidente Vascular Cerebral (AVC). 

A mãe do paciente, Neide Maria Costa, explica que o filho nunca conversou sobre ser doador e que a decisão foi inteiramente da família. “Nós conversamos com os médicos e com o psicólogo para entender melhor sobre o procedimento. Me sinto bem apesar do momento delicado, pois sei que essa atitude poderá ajudar muitas pessoas que esperam um órgão”.

Dra. Simone coordena residentes durante procedimento

No mesmo dia, menos de 8h depois, foi a vez da família de outro paciente contribuir para que mais uma captação acontecesse. Diferente do primeiro caso, o segundo doador sempre expressou o desejo de doar órgãos, como conta o irmão, Danilo Nascimento de Assis. “Foram doados coração, pulmões, fígado, rins e córneas. Estou grato pelo tempo que passei com ele em vida, em família e grato pela oportunidade de poder com os órgãos, beneficiar pessoas que precisam”. 

A médica cirurgiã do aparelho digestivo e especialista em transplante hepático da UNICAMP, Dra. Simone Reges Perales, conta que, além de um estagiário do hospital, os alunos do segundo, terceiro e quarto ano de medicina de Campinas também participaram da cirurgia. “É fundamental para o aprendizado deles. Temos muitos residentes que são de cidades do nordeste, do sul e do norte do país. Geralmente, quando terminam os estudos, esses profissionais voltam para suas cidades e replicam lá toda a vivência que adquiriram aqui.  Isso aumenta o número de captações e transplantes, o que é ótimo, pois temos uma necessidade muito grande no país”. 

Responsável por todo o processo, desde o contato familiar até acompanhamento do procedimento, a Comissão Intra Hospitalar de Transplantes (CIHT) registrou, nos dois últimos anos, 21 doadores. Essa é a terceira captação realizada no ano de 2021.

“Toda a equipe do hospital está de parabéns. A instituição conta com uma busca ativa de doadores que sempre são muito bem cuidados. É uma atenção que não vemos em qualquer lugar, além de sermos sempre recebidos com muito profissionalismo. Por diversas vezes cheguei aqui e o paciente já estava na sala, com toda a equipe preparada, todo mundo disponível para podermos começar o procedimento com bastante tranquilidade. O São Vicente é um lugar onde ficamos felizes de vir. Sabemos que teremos todo o suporte adequado de materiais e equipamentos, que todos irão no auxiliar com o intuito de ajudar não só a nossa equipe, mas também os receptores dos órgãos captados”, parabeniza Dra. Simone.

Posts Relacionados