Hospital São Vicente organiza ações de conscientização e prevenção ao ato

O mês de setembro é conhecido mundialmente como o mês de prevenção ao suicídio. A ação abriu portas para que em 2015 fosse criado no brasil o movimento “Setembro Amarelo”, responsável por evidenciar a importância dos cuidados com a saúde mental e promover a valorização da vida por meio de ações de conscientização. A campanha é um trabalho desenvolvido pelo Conselho Federal de Medicina (CFM), Associação Brasileira de Psiquiatria (ABP) e o Centro de Valorização da Vida (CVV). O tema deste ano é “Agir Salva Vidas”

Contribuindo com a causa, o Hospital de Caridade São Vicente de Paulo (HSV), por meio dos setores de saúde ocupacional, psicologia e psiquiatria, além da parceria com o Time de Humanização, preparou ações internas afim de estimular o diálogo sobre o assunto, ainda tratado como polêmico e pouco abordado pela maior parte da população. Por isso, durante todo o mês, serão realizadas atividades de suporte ao cuidado de transtornos mentais e promoção de informações essenciais no combate ao suicídio.

“Serão distribuídas cartilhas com indicações de podcasts, onde procurar ajuda, serviços gratuitos de atendimento psicológico, entre outras orientações. Também preparamos uma decoração inspirada na campanha, com identidade visual exclusiva do hospital, material digital que já está disponível nos computadores dos colaboradores e cartazes especiais nos murais. Para as ações práticas, criamos o projeto “Caixa de Desabafos”, onde o funcionário poderá escrever seus sentimentos e colocar em uma urna monitorada pela equipe da saúde ocupacional, desta forma, será possível identificar algum sinal importante sobre a saúde mental dessa pessoa e oferecer todo o suporte necessário”, explica Priscila Cazarim, enfermeira supervisora da Saúde Ocupacional. 

Para completar a lista de atividades voltadas ao movimento, a instituição contará com iluminação noturna especial na fachada e convida todos os colaboradores a vestirem alguma peça de roupa amarela em todas as sextas-feiras do mês de setembro. O ato de apoio também é realizado pela instituição nos meses voltados ao combate ao câncer de mama e próstata, por exemplo. “Colorir a fachada do hospital tem a intenção de voltar a atenção para essas causas. Nossa comissão entende a humanização como uma ação que começa de dentro para fora, pois, a cultura do cuidar e do atender bem deve ser fortalecida para todos os públicos”, explica Viviane Rasera, presidente do Time de Humanização.

Posts Relacionados