Iniciativa do Hospital São Vicente inspira programa de reforma de camas com mão de obra dos reeducandos no CDP

Na sexta-feira, dia 08, foi formalizada a entrega da Oficina Escola “Projeto Aconchego”, no Centro de Detenção Provisória de Jundiaí (CDP). O programa, que tem total apoio da Fundação “Prof. Dr. Manoel Pedro Pimentel” – Funap, visa capacitar reeducandos da unidade penal para o conserto de camas hospitalares, destinadas a pacientes carentes em internação domiciliar. A ideia surgiu a partir de uma visita do diretor do estabelecimento penal, Alexandre Apolinário de Oliveira, ao Hospital de Caridade São Vicente de Paulo (HSV), realizada em fevereiro de 2020.

“O Matheus – refere-se ao superintendente do HSV – me apresentou o projeto Acolha um Quarto, Conforte Vidas e me mostrou as melhorias que estavam sendo realizadas no hospital. Dentre elas, a substituição de camas. Foi aí que surgiu a ideia de atrelar o conserto de unidades que seriam descartadas, ampliando sua vida útil para o uso em outras situações, a um projeto de ressociação”, relembra Apolinário. O projeto “Acolha um Quanto, Conforte Vidas”, lançado em março de 2019, tem possibilitado a reforma dos 72 quartos e banheiros do hospital centenário com a ajuda de pessoas físicas e iniciativa privada.

“Nos sentimos honrados por nosso projeto render bons frutos, inspirando iniciativas como esta do CDP que irá beneficiar toda a nossa comunidade. Também cumprimos assim um importante papel social, ajudando na formação da população carcerária, que ao cumprir sua pena, terá uma formação”, diz Matheus Gomes.

O Projeto Aconchego irá capacitar oito turmas diferentes, cada uma com 16 alunos, em auxiliar de metalurgia. A carga horária será de 160 horas, durante 40 dias letivos. De início, serão arrumadas 86 camas, cujas primeiras unidades devem ficar prontas na segunda quinzena do mês que vem. A iniciativa tem a doação de insumos e professores custeados pela Sociedade Vicentina São Vicente de Paulo.

Posts Relacionados