Representantes Mary Kay entregam lenços e batons para pacientes da Radioterapia

Com o objetivo de elevar a autoestima das pacientes em tratamento oncológico no Hospital de Caridade São Vicente de Paulo (HSV), a diretora Mary Kay, Thaís Dornelles e a voluntária Gislaine Aparecida Américo Dourado, realizaram uma ação especial na manhã da última sexta-feira, dia 08. As pacientes foram surpreendidas com a entrega de lenços e batons na unidade de Radioterapia. A iniciativa foi viabilizada em parceria com as empresas República dos Vestidos e Megalink Telecomunicações. 

A ideia inicial era oferecer uma aula de auto maquiagem para as pacientes, porém, frente a pandemia Covid-19, os planos foram mudados. Nascia assim uma campanha de arrecadação: a cada três batons adquiridos por meio das consultoras da unidade conduzida por Thais, um lenço é doado para as pacientes oncológicas do HSV. A proposta chamou a atenção da empresa República dos Vestidos, que já realizou a doação de 30 lenços, a mesma quantidade de  batons foram doados pela Megalink. 

“Trabalhei no Hospital São Vicente por 12 anos e amo essa instituição. Foi muito emocionante, muito além do que imaginávamos. Durante a entrega, as pacientes falaram que gostariam de fazer a micropigmentação das sobrancelhas, então nós também nos propusemos a buscar parcerias que nos ajudem a atender essa demanda, sejam profissionais independentes ou espaços de beleza. Todas essas ações permanecem até o final do mês”, explica a diretoria Mary Kay. 

Em tratamento oncológico, Gislaine tem um propósito a mais para participar da ação. “Descobrir uma doença nunca é bom. Descobri o tumor porque sempre tive um sonho de colocar próteses de silicone, por estética mesmo. Então, com incentivo do meu esposo, resolvi procurar um cirurgião plástico em janeiro deste ano. Em um dos exames que precisei realizar, foi identificado um nódulo. De imediato a médica me solicitou uma biópsia com urgência. Com o auxílio de outros exames, recebi o diagnóstico. Confesso que foram dias extremamente difíceis para mim. Porém, em meio ao que estava acontecendo, só decidi viver. Continuo em tratamento, mas essa doença não me define e não vai roubar os meus sonhos e projetos”, conta emocionada. 

A voluntária ainda motiva outras mulheres que também enfrentam o câncer de mama. “O que eu digo para essas mulheres é que se amem em primeiro lugar. Nunca participei de uma ação como essa. Eu realmente adorei estar no hospital. Meu objetivo é levar um pouco de carinho e afeto, mostrar para elas que somos lindas com cabelos ou sem cabelos e que existem acessórios que podem fazer toda a diferença e elevar a nossa autoestima, pois somos poderosas. Estar ao lado de pessoas que nos amam também faz toda a diferença, nos traz ânimo, fé e esperança”.

Posts Relacionados